papa-livros

Bem-vindos!
"papa-livros", título proposto pelos alunos do 9º ano (2007/08), é o "blogue" da BE/CRE da Escola Secundária de Sampaio.
Está aberto à participação de todos (alunos, professores, funcionários e pais/encarregados de educação).
Se quiseres participar, envia o teu texto/imagens para papalivros0@gmail.com

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

"Um livro é uma janela pela qual nos evadimos", Julian Green

"Um livro é uma janela pela qual nos evadimos", frase do escritor Julian Green foi o mote proposto pela professora Alda Gago aos seus alunos do 10º ano. Eis algumas das "voltas":

"A persistência é importante se queremos experimentar o prazer e todas as emoções que os livros nos proporcionam. E acreditem que vale a pena!"
Manuel Fortunato, 10º D

"Um livro é um bom amigo, é um coração de emoções, alegria, um objecto muito mais que objecto. Para mim, é mesmo um ser humano, não um ser humano com quem falamos, mas sim um que fala connosco e nos transmite sabedoria."

Gonçalo Gomes, 10º D

"Com os livros aprendemos histórias de vida, aprendemos lições e, nalguns, relembramos a nossa infância e voltamos a experimentar sentimentos que já nem nos lembrávamos que tínhamos."

Joana Saramago Cravo, 10º D

"Um livro é aquele amigo sábio que nos ensina."

Gabriel Santos, 10º D

"Se fosse falar na janela do meu cérebro reservada para os livros, ficaria envergonhado... Uma pequena janela, mesmo muita pequena, com três cadeados, cada um mais forte que outro..."

Afonso Pólvora, 10º D

"Um livro tem sempre algo para nos ensinar, por isso, até os sábios queriam sempre ler mais e mais, pois sabiam que ler é aprender e aprender nunca é demais."

Raquel Castro, 10º C

"Os livros são terapêuticos! Quandos estamos mal e nos entregamos à leitura tudo parece melhorar."

Leonor Sacramento, 10º C

"A leitura é, para mim, uma forma de fechar as portas ao mundo e abrir outras para a pequena grande história que aí vem, expandindo, assim e ainda mais, os meus horizontes."

Joana Marques, 10º C

"Nos livros cada janela encerra um segredo que o leitor deve desvendar -um amante esquecido ou um assassino fugido. Temos o dever de abrir todas as janelas, libertar as personagens e realizá-las."

Sara Miranda, 10º C

"Os livros abrem as janelas na minha imaginação, convidam-me a sair do mundo onde estou e a entrar no mundo da fantasia onde tudo é possível."

Soraia Pólvora, 10º C

"Um livro não é algo que se deva ler aos pares, podemos partilhar a história, mas vivê-la e apreciá-la é algo de nós próprios."

Ana Cunha, 10º C

quinta-feira, 17 de setembro de 2009